skip to Main Content
Gestão Para Factoring – Como Ter 100% De Assertividade?

Gestão para Factoring – como ter 100% de assertividade?

O verdadeiro significado de empreendedorismo, mais do que apenas criar um projeto, investir e fazer com que seja concretizado, é tornar o empreendimento sustentável para crescer com o tempo. Principalmente quando falamos em gestão para factoring, é essencial que o empresário mantenha a sustentabilidade, já que se trata de um negócio que permite a outros empresários administrar melhor suas próprias finanças.

A primeira coisa a fazer para montar uma factoring bem-sucedida é elaborando um planejamento estratégico para a empresa. O empresário deve definir o principal objetivo de seu empreendimento, escolhendo os tipos de serviço que pretende prestar aos seus futuros clientes. Dessa forma, se torna mais fácil determinar os recursos exigidos pela empresa, como, entre outros, os equipamentos necessários, os profissionais que deve contratar e outros detalhes importantes.

Na fase de planejamento estratégico, o empresário também deve calcular a viabilidade do empreendimento e o ponto de equilíbrio, ou seja, o momento em que as receitas poderão cobrir todas as despesas, permitindo que a factoring possa apresentar lucratividade.

Ao mesmo tempo, o planejamento estratégico deve conter as projeções de vendas e o fluxo de caixa, oferecendo condições ao empresário de estabelecer metas e indicadores de desempenho, que lhe possibilitarão ter todo o conhecimento necessário sobre a empresa e definir os rumos a serem tomados.

Definindo os serviços com a gestão para factoring

Factoring é uma empresa de fomento mercantil e, dentro do seu ramo de atividade, pode trabalhar com alguns tipos de títulos de crédito, podendo oferecer aos seus clientes apenas a compra dos mesmos ou ainda prestar serviços de assessoria financeira.

O empresário, portanto, deve definir os serviços que irá oferecer antes de iniciar as atividades da factoring, já que isso é que vai direcionar a empresa inclusive em suas ações de marketing. Se a empresa já estiver em funcionamento, o empresário pode fazer uma avaliação dos serviços que vem prestando e implantar outros modelos para aumentar a sua carteira de clientes.

Analisando os riscos do empreendimento

Um ponto que não deve ser esquecido é a análise de riscos do empreendimento. Mesmo profissionais mais experientes não devem deixar de considerar qualquer tipo de risco inerente à atividade, deixando a empresa descoberta. Assim, é necessário fazer uma análise meticulosa dos critérios estabelecidos para a concessão de crédito.

A factoring deve implementar um setor de compliance, obtendo maior transparência nas transações, além de instituir as melhores práticas de análise de riscos. Para tanto, é preciso ter um sistema eficiente de coleta e análise de dados, mantendo-os armazenados para ter um histórico consistente de cada cliente e de cada transação com ele praticada.

Utilizando a internet para conseguir mais clientes

A internet apresenta um grande potencial para diversos ramos de atividade e o setor de factoring é um dos que mais vêm lucrando com isso. Através da internet, o empresário poderá aumentar o seu mercado de atuação, principalmente através das pequenas e médias empresas, que têm mais dificuldade em conseguir recursos financeiros.

Além de manter um site e sua presença em perfis nas redes sociais, a factoring deve implementar uma plataforma para facilitar o processo de compra e venda de títulos, ou mesmo desenvolvendo um aplicativo para celulares. Essa é uma ideia que vem trazendo bons resultados e, portanto, deve ser adaptada.